Aba 1

NOTÍCIAS

Postado em 19 de Agosto de 2016 às 14h01

A importância do Sódio!

Vitafrux o Melhor para Saúde e Bem-estar. Diferente do que se imagina, essa substância não está apenas presente no sal de cozinha, mas também está nos doces, principalmente nos produtos industrializados. O...

Diferente do que se imagina, essa substância não está apenas presente no sal de cozinha, mas também está nos doces, principalmente nos produtos industrializados.

O cuidado com os alimentos que consumimos deve ser levado a sério, pois o sódio é utilizado para dar sabor e tempo de prateleira aos produtos, está presente na indústria na conservação tanto de doces como salgados, enfim, é encontrado em quase todos os alimentos.

Mas ele não é necessariamente um vilão, o sódio é importante e deve fazer parte de uma alimentação equilibrada nas quantidades estabelecidas e seguras para a saúde que deve ser de 2,4 g por dia. Este mineral participa de funções essenciais para o bom funcionamento do organismo, pois regula o volume sanguíneo, tem papel importante nos impulsos nervosos e na contração muscular. O problema está na quantidade em que essa substância é consumida. O brasileiro costuma ingerir cerca de 5 g de sódio por dia, o dobro do recomendado e isso pode provocar inúmeros malefícios à saúde.

O nosso corpo é inteligente e utiliza muitas manobras para se manter em equilíbrio. Quando os níveis de sódio ficam altos no sangue, hormônios são liberados e estes causam retenção hídrica e o inchaço. Esse excesso de líquidos circulando no corpo pode sobrecarregar o coração, que precisa trabalhar mais para bombear essa maior quantidade de sangue, e assim levar o indivíduo à hipertensão ao infarto, e até a um AVC (Acidente Vascular Cerebral).

O sódio atua no controle dos líquidos das células e do sangue, ajudando a regular os níveis de pressão arterial. Quando temos excesso de sódio no organismo, ele começa a se acumular no sangue e nos líquidos fora da célula, causando um desequilíbrio, isso porque existe mais sódio fora do que dentro das células. Quando isso ocorre, o corpo começa a reagir para equilibrar esses níveis, e o processo aumenta o volume de água circulante fora da célula. Resultado é a elevação da pressão arterial, que, em um longo período de tempo, prejudica a saúde dos vasos que ficam mais frágeis e podem romper, ocasionando um AVC.

Segundo a Food and Nutrition Boar (Conselho de Alimentos e Nutrição), a quantidade de sódio recomendada diariamente é de 1.100 a 3.300 mg ou o máximo de 2,4 g para adultos, sendo que o sal, substância rica em sódio, é utilizado sem moderação no dia a dia do brasileiro. Além do sal consumido para temperar os alimentos, também ingerimos cerca de 2 g de sódio provindos naturalmente dos alimentos. Essa quantidade é facilmente ultrapassada visto que, por cultura, a população brasileira utiliza-se de mais que essa quantidade nas preparações dos alimentos, sem contar a grande oferta de alimentos industrializados ricos em sódio presentes nos lares atualmente.

São exemplos de alimentos rico em sódio: pão francês, embutidos como linguiças, salsicha, presunto, nuggets, salame, temperos prontos, sopas prontas desidratadas, caldos de carnes, legumes, maionese, catchup, molho shoyu, manteiga, margarina, bacon, bacalhau salgado, carne-seca, enlatados, ervilha, milho, sardinha, molho de tomate, macarrão instantâneo, bolachas água e sal, castanhas salgadas, queijos provolone, muçarela, parmesão; congelados: lasanhas, hambúrgueres, salgadinhos, chips de pacotes; doces como cereais matinais, bolachas recheadas, bolos prontos.

Os alimentos naturais ricos em sódio são geralmente os de origem animal como carne, peixe, ovos ou leite – e estes devem ser as escolhas mais saudáveis como opção de fonte de sódio na alimentação, são os que têm esse elemento de forma equilibrada, fornecendo a quantidade necessária para o organismo. O ideal é consumi-los diariamente, pois auxiliam no bom funcionamento do coração e dos músculos.

A melhor maneira de reduzir a quantidade de sódio consumida é realizar trocas saudáveis: evitar alimentos industrializados; ficar atento às indicações nas tabelas de nutrientes dos alimentos; não colocar saleiro, à disposição, na mesa; e, por fim, abusar de temperos naturais como as ervas, elas dão mais sabor aos alimentos e dispensam a necessidade de muito sal na preparação.

Fonte: Saude.Ig

Veja também

Veja benefícios da Farinha de Berinjela!18/09/17 A berinjela é muito usada por pessoas que buscam emagrecer, e além de ser usada ao natural, pode ser usada também na forma de suco, chá e farinha. Destas três formas, a farinha é a que mais mantém as propriedades originais do vegetal. Segundo Wânia Lúcia Araujo Monteiro, professora do INJC (Instituto de Nutrição Josué de Castro da......
10 Dicas para uma Alimentação Saudável na Gravidez!27/01/17 Na gravidez é essencial manter uma alimentação saudável e balanceada, porque o bebê irá precisar dos nutrientes para poder se desenvolver. Então não basta apenas sair comendo tudo o que dá vontade,......

Voltar para (Notícias)